MINICURSO 2 – das 13h30 às 17h30     SALA: 204


Cinema e Infância: processos criativos, percursos formativos e poéticas da resistência

Profª Drª Adriana A. Silva

 

EMENTA

O presente minicurso propõe apresentar possibilidades reflexivas na relação entre cinema, infância e educação, tendo como perspectiva no movimento de articular processos criativos, percursos formativos e poéticas da resistência, três referências centrais: 1) o cinema como linguagem e arte da memória: a partir dos estudos de Milton Jose de Almeida, pesquisador do grupo de estudos e pesquisas audiovisuais OLHO FE/Unicamp com ênfase nas contribuições filosóficas de Walter Benjamim (especialmente retomando o celebre ensaio ‘A obra de arte em sua reprodutibilidade técnica’) e Fredric Jameson (crítico estadunidense literário da arte e cultura, marxista com foco no cinema em sua emergência histórica); 2) o cinema de prosa, poesia e politica: inspirada por Pasolini, Tarkovisk e Truffault – cineastas e intelectuais que produziram e refletiram em como o cinema constitui-se na grande arte do século XX;  3) o cinema e a infância em suas poéticas da resistência: a partir das cinematografias ‘emergentes’ do cinema iraniano em especial da família Makhmalbalf, buscando articular através de alguns filmes- chave, conceitos da sociologia da infância, com teorias feministas transnacionais e estudos pós-coloniais, refletindo sobre as concepções de infância e crianças em cena, assim como nas dramas e tramas das narrativas fílmicas que nos evidenciam os desafios e responsabilidades das relações entre adultos e crianças em busca de pedagogias descolonizadoras (GEPEDISC – Grupo de Estudos e Pesquisas em Diferenciação Sóciocultural - Culturas Infantis FE/Unicamp), que amalgame arte, politica, estética e ética alinhada a projetos educativos emancipatórios de transformação da sociedade.

Leitura sugerida/disponível:

SILVA, Adriana A. da; FINCO, Daniela. Cinema, transgressão e gênero: as infâncias de Baktay e Wadjda. Perspectiva, Florianópolis, v. 33, n. 3, p. 933-959, abr. 2016. ISSN 2175-795X. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/36262

QUEM É ADRIANA A. SILVA

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP (2014), com estágio de doutorado sanduíche (PDSE/CAPES) na Itália (2012), junto à Università degli Studi Milano-Bicocca, em ambos os estudos de pós graduação foi bolsista do CNPq. Realizou o mestrado em Multimeios (Depto de Cinema/Instituto de Artes) pela Universidade Estadual de Campinas (2008) e é licenciada em Pedagogia (Faculdade de Educação) pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Atuou como Professora substituta nos cursos de Pedagogia do CED/UFSC e na FAED/UDESC na área de estágio nos anos iniciais do Ensino Fundamental, assim como na formação continuada da Educação Infantil das redes municipais de Florianópolis e São José. Tem experiências na área de educação, com formação de professores/as, movimentos sociais e linguagens audiovisuais, atuando principalmente com os seguintes temas: educação infantil e anos iniciais - pedagogia da infância 0 a 10, movimentos sociais e as politicas públicas, relações de gênero, infâncias e diversidades.